DESTAQUES

Por que adotar um animal de estimação faz bem à saúde

Redação Vya Estelar 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR

por Elisa Kozasa

Joe é um golden retriever caramelo maravilhoso! Além de inteligente e bem adestrado, esse cãozinho tem uma missão importante: entreter crianças internadas no hospital e ajudá-las a se recuperarem mais rápido.
Gatos: uma boa pedida para quem mora em apartamento; são caseiros e não precisam 'passear' para fazer suas necessidades

Desde os primórdios da vida humana, os animais são considerados grandes companheiros, protegendo, tornando o trabalho mais leve, entretendo e sendo fiéis amigos. Mas atualmente, há vários trabalhos científicos mostrando que animais adestrados podem ser co-terapeutas no tratamento de diversos distúrbios humanos.

Cavalos por exemplo, são utilizados na reabilitação de pessoas com lesões neurológicas, ajudando a recuperar o equilíbrio e a confiança. Crianças especiais também têm se beneficiado psicologicamente com o contato com esses animais.

Estudos mostram que animais de fazenda podem ser utilizados como terapia complementar no tratamento de distúrbios psiquiátricos como: esquizofrenia, desordens de personalidade, ansiedade e depressão. Esses pacientes apresentam melhora nas estratégias de lidar com pessoas e situações.

AAA e TAA

Atualmente há uma distinção entre dois termos: Atividades Assistidas por Animais (AAA) e Terapias Assistidas por Animais (TAA).

AAA envolvem atividades informais de interação entre seres humanos e animais promovendo socialização, motivação, educação, recreação e melhoria na qualidade de vida. Por exemplo: um passeio entre aficcionados por eqüinos. A TAA representam atividades formais, com objetivos direcionados; os animais possuem determinadas características e passam a integrar parte de um tratamento (funcionando como co-terapeutas). Essa última é dirigida por pessoas especializadas. Por exemplo: cães adestrados para visitar crianças hospitalizadas; o objetivo dessa interação é a redução do estresse da internação. Outro exemplo são os cães-guias para cegos.

Existem trabalhos mostrando que pessoas com comprometimentos cardiovasculares, donas de animais de estimação, têm melhor qualidade de vida e menor risco de morte.

A clínica Akasaka Animal Hospital em Tóquio possui cães adestrados para auxiliar no tratamento de depressão.


Animal deve-se adequar ao estilo de vida do dono A dona de casa Maria Helena (68, foto), fã da banda de rock irlandesa U2, homenageou o vocalista Bono Vox colocando no seu lhasa o nome de Bono.

"Ele é meu grande companheiro de todas as horas", diz com misto de orgulho e felicidade.

Pais

Às vezes vejo pais preocupados em saber se devem ou não adquirir um animal de estimação para seus filhos. Essa preocupação é válida, pois crianças muito pequenas não têm noção de sua força e de como devem brincar com pequenos animais, em especial filhotes e podem feri-los. É importante nesse caso, supervisionar a brincadeira. Por outro lado, há crianças alérgicas e pode ser que não se adaptem com animais.

O ideal seria comprar um animal para uma criança que já tenha um senso de responsabilidade e que não veja o bichinho como um brinquedo novo. Aliás, pode ser bastante educativo, dar a ela responsabilidades no trato, para que ela compreenda que a vida requer cuidados.

A escolha do tipo e raça podem ser importantes, para se adaptar ao estilo de vida do dono. Na dúvida, vale consultar um veterinário. No caso de cães, por exemplo, não basta pensar apenas no tamanho, quando se mora em um apartamento. Há raças de cães pequenos e agitados e alguns cães um pouco maiores e tranqüilos, como é o caso do buldogue inglês.

Uma opção, quando se dispõe de um espaço não muito restrito é adotar um cão de raça não identificada.

Somente convivendo com animais podemos descobrir o quanto o amor, o carinho e a fidelidade são características que podem estar presentes além da espécie humana.
Adoção de animais de estimação: existem sites especializados

Dicas de leitura:

Lasa SM and Franchignoni F. The role of animal-assisted therapy in physical and rehabilitation medicine. Eur J Phys Rehabil Med. 2008; 44(1):99-100.
Berget B, Ekeberg O, Braastad BO. Animal-assisted therapy with farm animals for persons with psychiatric disorders: effects on self-efficacy, coping ability and quality of life, a randomized controlled trial. Clin Pract Epidemol Ment Health. 2008; 11;4:9.

Artigos relacionados - clique no título

Doenças transmitidas por cães e gatos; saiba quais são e como preveni-las

Entenda o conceito de medicina integral

Qual a diferença entre medicina complementar, alternativa e integrativa?

Quanto custa ser feliz?

 




Redação Vya Estelar



ENQUETE

Você revidaria uma traição?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.