DESTAQUES

Liberte-se! Aprenda a aceitar a vida

Emilce Shrividya Starling 18/10/2016 AUTOCONHECIMENTO
Liberte-se! Aprenda a aceitar a vida
Fonte: imagem Pixabay
Reclamar é uma atitude de não aceitação do que é

por Emilce Shrividya

Agradecimento e aceitação são duas atitudes da maturidade do espírito.

A aceitação de nosso destino não é uma atitude passiva. É uma escolha de como viver o que o destino nos oferece. É um estado de conscientização da vida que traz paz interior.


Ao aceitar o que não podemos mudar, aquietamos nossa mente e dissolvemos qualquer sentimento de raiva, descontentamento ou revolta.

A gratidão pela vida deve ser a atitude mais importante no meio de nossas atividades diárias. Ao agradecer tanto as coisas boas como as difíceis, abrimos nosso coração para acolher os acontecimentos como são. Isso nos dá força interior para superar os desafios da vida.

Reclamar é uma atitude de não aceitação do que é. Ao reclamar, nós nos tornamos vítimas e infelizes. Reclamar sem tomar alguma atitude, é perda de energia e é inútil. Ou mudamos a situação, se for possível, ou a aceitamos.

Segundo os estudos científicos, as emoções negativas, como queixas e críticas, afetam nosso corpo e mente. O pessimismo e reclamações produzirão mais pensamentos, emoções e sentimentos tristes e negativos. Importante sair desse comportamento de queixas contínuas, pois o pensamento tem poder e consegue criar a nossa realidade.

Quanto mais nos ligarmos às coisas de maneira negativa, mais a mente fica obcecada nessa negatividade. Muitas pessoas tem a tendência de ficarem mais focadas nos fatos e coisas negativas do que positivas. Devido a isso, as suas mentes se tornam obcecadas em pensamentos negativos, criando culpa pelo passado e ansiedade pelo futuro.

Aonde estivermos, devemos estar totalmente presentes, sem preocupações desnecessárias ou ansiedade por expectativas sobre o futuro.

Se o momento presente nos trouxer infelicidade ou sofrimento temos três opções: podemos nos retirar dessa situação, mudar o que está nos incomodando ou aceitar essa situação completamente. Temos que escolher e aceitar as consequências.

Como disse Eckhart Tole: "Aconteça o que acontecer e por mais que sua vida mude, uma coisa é certa: é sempre o AGORA. Se não é possível fugir do AGORA, por que não acolhê-lo e tratá-lo bem? Passado e futuro são formas de pensamento, abstrações mentais. Portanto, a única coisa real, a única coisa que existe é o AGORA. Concentrar sua atenção no AGORA, não é negar o que é necessário em sua vida, é reconhecer o que é prioritário. Veja o que é prioritário e faça do AGORA seu amigo, não seu inimigo. Reconheça-o, respeite-o".

Não é cruzar os braços e desistir de fazer as mudanças necessárias. É dizer sim para o momento presente e aprender a viver com serenidade para aceitar, com naturalidade e tolerância, o que nos acontece.

Muitos momentos exigem de nós muita coragem e força interior para superá-los. E, a aceitação e a paciência são as qualidades chaves para essa superação.

Temos que entender que ciclos vão começar e terminar. Tudo passa e se transforma. Mas, se tivermos aceitação e entendimento da impermanência da vida, superamos as perdas e mudanças mais corajosamente.

É importante ter a atitude de não resistência à vida para não ficarmos dependentes dos acontecimentos bons ou ruins para vivermos com uma mente pacífica e um coração agradecido. Dessa maneira, a vida fluirá com mais facilidade e estaremos mais livres para apreciar as pessoas, os fatos e as condições enquanto durarem.

O que quer que esse momento presente contenha, aceite-o como ele é. Não lute contra esse momento. Trabalhe a favor desse momento. Entenda que é insensato criar uma resistência interna ao que já é. É insensato não aceitar o que não pode mudar.

Melhor dizer sim para o momento presente, mesmo que não seja como você desejou. Sorria para seu destino, pois ele bate à sua porta quer que você o aceite ou não. Assim, acolha seu Agora, com essa consciência de que é o fruto de sua própria colheita.

Namaste! Deus em mim agradece e saúda Deus em você! Fique em paz!




Emilce Shrividya Starling

É formada em Yoga pela Federação de Yoga do Brasil e Centro de Estudos de Yoga Narayana/S.P, com aperfeiçoamento em Hatha Yoga e Meditação nos Estados Unidos. É professora de Hatha Yoga em Santos (SP), desde 1989. Atualmente ensina Filosofia do Yoga e Meditação.



ENQUETE

Você se sente seguro (a) andando pelas ruas do Brasil?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.