DESTAQUES

Automutilação com e sem intenção suicida

Redação Vya Estelar 30/05/2018 COMPORTAMENTO
Automutilação com e sem intenção suicida
Fonte: Google Imagens
A automutilação sem intenção suicida é praticada mais frequentemente por uma mesma pessoa

Da Redação

Quando o objetivo final é o suicídio, esse cenário acontece em menor frequência considerando o histórico individual. Nesse caso, os meios utilizados para autolesão têm maior potencial de causar morte e são mais destrutivos.

Os atos mais comuns são enforcamento, envenenamento, jogar-se de grandes alturas ou atirar-se na frente de veículos em alta velocidade.

Automutilação sem ideação suicida

A automutilação sem intenção suicida, por outro lado, é praticada mais frequentemente por uma mesma pessoa. E embora essas lesões também sejam destrutivas, não há um risco iminente de morte.

As autoagressões mais comuns acontecem por meio de cortes, queimaduras e arranhões na pele e mordidas na parte inferior da boca ou membros superiores. Além disso, algumas pessoas têm o hábito de bater a cabeça na parede ou esmurrar a si mesmas.

O fato é que, independentemente do tipo, a automutilação significa que aspectos da vida desses indivíduos não estão indo bem. Assim, eles tentam aliviar fisicamente as dores psicológicas e emocionais.
 

Fonte: Dr. Caio Macedo Athayde Bonadio é médico psiquiatra

Para ler o texto anterior - O que é automutilação - clique aqui

Atenção!
Este texto não substitui uma consulta ou acompanhamento de um médico psiquiatra e não se caracteriza como sendo um atendimento.




TAGS :

    jovens, adolescentes, automutilam, automutilação, ideação, suicida, psiquiatria

Redação Vya Estelar

Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.



ENQUETE

Como você vem cultivando suas relações?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.