DESTAQUES

A semente de carvalho e o sentido da vida

Sandra Midori Kuwahara Sasaki 05/10/2018 AUTOCONHECIMENTO
A semente de carvalho e o sentido da vida
Fonte: Google Imagens
Será que você plantou a sua árvore no solo certo? Será que você está ciente de que tem que cuidar dela?

Por Sandra Midori Kuwahara Sasaki

Quantas vezes nos deparamos com uma tristeza profunda e um vazio existencial? A vida parece não fazer sentido com a rotina do dia a dia: estudar assuntos que não gostamos em busca de uma nota e de um sistema educacional duvidoso, trabalhar para pagar contas, conviver com pessoas que não nos identificamos, fingir e fingir que está tudo bem. A vida parece não ter sentido. E esse questionamento pode ser notado em crianças pequenas, adolescentes, adultos e idosos. O que fazer?

James Hillman no livro “O código do ser” nos dá uma resposta interessante. Ele nos mostra que pode haver um sentido maior para nossas vidas, um motivo que vai se revelando pouco a pouco quando montamos o quebra-cabeça existencial.

Qual é a imagem que você quer ver quando montar esse quebra-cabeça? Essa é a pergunta principal. Mas vamos imaginar que seja uma árvore. Que espécie de árvore você é? James Hillman faz uma linda analogia com a semente de Carvalho. A semente já contém a árvore, a “sua” árvore. Será que você plantou a sua árvore no solo certo? Será que você está ciente de que tem que cuidar dela? Será que você sabe que semente é essa que está dentro de você? Ou passou a vida tendo que ser a árvore que os outros queriam que você fosse? Sendo podado pelo mundo externo, e se alimentando com o que te impede de crescer?

Hillman nos mostra a “teoria do fruto de Carvalho”, e nos diz que “cada pessoa tem uma singularidade que pede para ser vivida e que já está presente antes de poder ser vivida [...] a imagem inata de seu destino engloba concomitantemente o hoje, o ontem e o amanhã.[...] Você é a imagem essencial que se desenvolve. Como disse Picasso: “eu não desenvolvo; sou.””

É por isso que mergulhar em si mesmo procurando essas respostas é a chave para encontrar seu daimon, o seu chamado. Desde Krishnamurti até Jung e tantos outros que vieram antes e depois deles, a investigação profunda sobre o autoconhecimento e a individuação deve ser realizada por aqueles que buscam um sentido maior para a sua existência.

E você? Reconhece a semente que está no centro da sua alma?


Hillman, James. O código do ser: uma busca do caráter e da vocação pessoal. Rio de Janeiro, Editora Objetiva, 2001




TAGS :

    semente, carvalho, psicologia, autoconhecimento

Sandra Midori Kuwahara Sasaki

Psicóloga graduada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, com especialização em Saúde Mental e Qualidade de Vida pela Unifesp-EPM, e Mestrado em Ciências da Saúde pela Unifesp-EPM. Atua na área clínica com a abordagem junguiana, e como pesquisadora colaboradora no Laboratório de Estudos da Personalidade do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (IP/USP).



ENQUETE

Qual candidato à Presidência terá mais condições de melhorar o índice da FIB (Felicidade Interna Bruta) e o do IDH (índice de Desenvolvimento Humano) do Brasil?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2018
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.