DESTAQUES

Só lista de metas não basta: 5 dicas para você ter um Ano Novo bem-sucedido

Redação Vya Estelar 27/12/2018 COMPORTAMENTO
Só lista de metas não basta: 5 dicas para você ter um Ano Novo bem-sucedido
Fonte: imagem Pixabay
Estas cinco dicas são baseadas na psicologia positiva

Da Redação  

1ª) Estabeleça, planeje e organize metas de forma positiva

Tão tradicionais quanto pular ondas e vestir branco, as listas de desejos e objetivos para o novo ano devem ser vistas de uma forma um pouco diferente. Pense em cada item com comprometimento e consciência, faça projeções e defina metas detalhadas, concretas e viáveis. Não torne sua lista uma fonte de frustrações ou um documento de como você não consegue concluir o que planeja. "Planejar e realizar gera emoções e substâncias químicas que, ao contrário da frustração, nos impulsionam a realizar ainda mais”, explica Flora Victoria, mestre em Psicologia Positiva Aplicada, pela Universidade da Pensilvânia.

2ª) Cuide da qualidade dos seus relacionamentos

Relacionamentos não são apenas os vínculos amorosos. Relacionamentos são todas as relações interpessoais que desenvolvemos diariamente em todas as esferas da vida; no trabalho, na academia, na faculdade, em casa, com o marido, com os familiares, com amigos, com vizinhos. Trabalhar a qualidade destes relacionamentos é pensar em relações de troca no melhor sentido "ganha-ganha" e, muitas vezes, no sentido altruísta, quando as pessoas com quem nos relacionamos precisam mais de nós por alguma razão . Um indivíduo com uma boa rede de relacionamentos saudáveis tem grandes chances de viver com mais qualidade e bem-estar do que quem não possui isso.

3ª) Aprenda a ver o estresse como algo positivo e saiba lidar com ele

O senso comum diz que o estresse é algo negativo e deve ser combatido. Para a psicologia positiva, ele é positivo e tem uma função importante. O problema principal, no entanto, é não ter tempo hábil para se recuperar de momentos de sobrecarga. "Gosto de usar a analogia de que o corpo humano é uma bateria. Quando carregada, você pode usar em plena capacidade. Quando descarregada, precisa de uma nova energia para então ser usada novamente em plena capacidade", revela Marcelo Bueno, trainer e master coach especializado em psicologia positiva.

4ª) Conviva com as emoções de forma inteligente e produtiva

Atualmente somos estimulados, em muitas situações, a não sermos emotivos. Que a razão está sempre ao lado da prosperidade. Já para a psicologia positiva, a combinação de razão e emoção é o melhor caminho.  A emoção é vista como algo inerente à condição humana e, por isso, não pode ser desconsiderada. Basta usá-la de forma consciente, a seu favor. Inclusive, resiliência – autossuperação, a capacidade de voltar ao estado normal - é uma das competências mais valiosas que podemos adquirir nesta área.

5ª) Pratique diariamente a gratidão

Para muitos, ser grato é algo óbvio. Para outros, algo bobo. Alguns, por sinal, nunca pararam para pensar sobre. Mas ser grato pelo que já temos nos é valioso, independente da natureza, seja um filho, um livro, um amigo, um animal de estimação, tudo isso nos faz ter uma outra relação com o mundo ao redor, além dos aspectos biológicos. "No POEX, primeiro congresso de imersão na felicidade que aconteceu no Brasil, eles nos passaram uma técnica simples e bastante eficaz: as cartas da gratidão. Para nos habituarmos , devemos fazer cartas simples, no começo ou final do dia, por coisas que somos gratos. É impressionante como isso altera o mindset (mentalidade) e gera, sem dúvidas, resultados concretos e prosperidade em diferentes áreas da vida", conta Bueno.

Para ler artigos sobre Psicologia Positiva - clique aqui

Fonte: Flora Victoria, mestre em Psicologia Positiva Aplicada, pela Universidade da Pensilvânia.




TAGS :

    psicologia positiva, vya estelar, autoconhecimento, comportamento, resiliência

Redação Vya Estelar

Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.



ENQUETE

Amor: você considera sua relação frágil?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.