DESTAQUES

Minha relação é frágil?

Arlete Gavranic 11/01/2019 PSICOLOGIA
Minha relação é frágil?
Fonte: imagem Pixabay
Diálogo e empatia é o caminho para fortalecer o vínculo

Por Arlete Gavranic

Deparo-me frequentemente com dificuldades entre casais em todas as faixas etárias, dos mais jovens aos da terceira idade. Podemos pensar em muitos tipos de problemas, desde dificuldades financeiras que trazem conflitos.

Ganhamos pouco?  

Gastamos muito?
 
Somos parceiros na conquista ou há relação com dependência financeira total?
 
Há expectativas que o casal não consegue bancar?

Dificuldades de relacionamento com a família do parceiro?

Torcemos para times diferentes?

Um faz dieta da proteína e o outro é vegano?

Podemos passar horas enumerando dificuldades e possíveis tipos de conflitos entre casais. A questão é observar a história desses casais.

Como essa parceria se estabeleceu?

Como é a comunicação desse casal?

Esses parceiros conseguem ser verdadeiros ou se comportam em função de agradar a outra parte?

Há muito medo de reprovação?

Comunicação é superimportante

Conseguirmos falar naturalmente de todos os temas é muito importante, desde política, futebol, desejos, conflitos ou posturas que não agradam no relacionamento, inclusive em relação a familiares ou amigos.

É o jeito de falar

Na maioria das vezes os problemas acontecem pelo jeito e pelo tom que o assunto é colocado. Às vezes algo até corriqueiro pode gerar sensação de uma crítica autoritária ou jocosa e aí muitas vezes esse tom pode iniciar uma grande confusão.

Quando iniciamos um relacionamento buscamos agradar, conquistar o outro, e aí mora o primeiro perigo.

Para agradar ao outro eu tenho que me submeter ou me forçar a algo que não me agrada?

Eu coloco para esse parceiro que posso ceder dentro de alguns limites importantes para mim? Ou sempre cedo sem sinalizar?

Conseguir falar para o outro de como você enxerga determinadas situações e se propor a ouvir a forma que o outro pensa, é a base necessária para uma comunicação de troca e sentimento. Para ser casal isso é fundamental.

Tenho dificuldade de falar? Ou será que não “consigo” ouvir a outra pessoa? Tenho dificuldade em ter de aceitar que as coisas (ou pessoas) caminhem por soluções diferentes das que eu acredito serem as melhores ou as que eu desejo?

Poder falar, trocar, ser ouvido e sentir que a outra parte da relação considera meus desejos e expectativas, e tem cuidado ao colocar sua visão de diferenças, é um aspecto que pode fortalecer o vínculo.

Como está seu relacionamento? Muito frágil?




TAGS :

    psicologia, amor, relacionamento frágil

Arlete Gavranic

Psicóloga, Mestre em Educação; Educadora e Terapeuta sexual pela Sbrash, Coordenadora e docente dos cursos de Pós-graduação lato sensu em Educação sexual e em Terapia sexual do ISEXP/ Sbrash. Docente dos cursos de pós-graduação em Educação sexual e Terapia sexual da UNISAL e coordenadora do pós de Terapia Sexual da UNISAL.



ENQUETE

Você desempenha seu trabalho com fé?







VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.