DESTAQUES

Barriga grande não é só questão de estética

Tamara Mazaracki 21/02/2019 SAÚDE E BEM-ESTAR
Barriga grande não é só questão de estética
Fonte: imagem Pixabay
Gordura abdominal produz enormes quantidades de moléculas inflamatórias

Por Tamara Mazaracki

Uma barriga proeminente não é nada atraente, além de ser muito perigosa para a saúde. Cintura fora do limite (102 cm para homens e 88 cm para mulheres) é um marcador de excesso de peso, e aumenta a chance de doença cardiovascular e diabetes. Gordura abdominal é sinônimo de gordura visceral, aquela que se acumula nos órgãos internos, e gera enormes quantidades de citocinas inflamatórias. Estas causam danos graves para os vasos sanguíneos, coração, cérebro e outros tecidos através do corpo.

Citocinas produzidas pelos adipócitos (células de gordura), especialmente os localizados na gordura abdominal, contribuem para a disfunção endotelial (alteração das células que revestem os vasos sanguíneos), resultando em redução do fluxo sanguíneo e aumento da pressão arterial. Esta disfunção é um achado precoce na aterosclerose (depósito de placas de gordura e endurecimento dos vasos), levando a ataques cardíacos, derrames e outros desastres biológicos. Além disso, os vasos sanguíneos de indivíduos com excesso de gordura no abdômen têm menos óxido nítrico, uma molécula que relaxa as artérias (vasodilatação), melhorando o fluxo de sangue e reduzindo a pressão arterial.

Um estudo randomizado de 2010 mostrou que mesmo um ganho modesto de gordura visceral provoca disfunção endotelial em humanos saudáveis. Uma pesquisa de 2019 revela que isso ocorre desde a infância, em crianças com sobrepeso. A boa notícia é que a disfunção pode ser revertida quando se perde o excesso de peso e se reduz a cintura abdominal.
 


*Obesity Res Clin Pract 2018. Adverse effects of long-term weight gain on microvascular endothelial function.
*J Am Coll Cardiology 2010. Modest visceral fat gain causes endothelial dysfunction in healthy humans.
*Diabetes Metab Syndr 2019. Increased waist circumference is associated with subclinical atherosclerosis in schoolchildren.

 




TAGS :

    barriga grande, saúde

Tamara Mazaracki

Médica especializada em Nutrologia. Membro da ABRAN – Associação Brasileira de Nutrologia. Pós-graduada em Terapia Ortomolecular, Nutrição Celular e Longevidade – FACIS-IBEHE Faculdade de Ciências da Saúde de São Paulo e Centro de Ensino Superior de Homeopatia. Membro Titular da Sociedade Médica Brasileira de Intradermoterapia. Consultora com atuação em Nutrologia e Medicina Ortomolecular. CRM 52 301716 www.tamaramazaracki.med.br



ENQUETE

Como você reage às tragédias veiculadas pela mídia?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.