imagem de capa

Saúde e Bem-estar

Saúde e Drogas

Cérebro é o órgão mais complexo do corpo

A neurociência é interdisciplinar

01 jan, 2016

por Marta Relvas

A Neurociência da Educação pode ser compreendida como o estudo da estrutura, do desenvolvimento, da evolução e do funcionamento do sistema nervoso sob o enfoque plural: biológico, neurobiológico, psicológico, matemático, físico, filosófico e computacional, voltado para a aquisição de informações, resolução de problemas e mudanças de comportamento.

Ao aproximar Neurociência e a Educação tem-se a possibilidade de realizar uma prática educativa que privilegie qualidade de vida e melhor compreensão no processo de aprendizagem.

Neste contexto, o estudo do funcionamento cerebral tem fundamental relevância onde a tarefa de estudar o cérebro humano não está restrita a um campo específico do conhecimento e, desse modo, a neurociência está agregada a outras ciências que através de uma rede de informações elabora conhecimentos complexos.

Dessa forma, faz-se necessário entender que os conhecimentos contemporâneos da neurociência indicam que o homem é um agente ativo e pensante.

As funções anatômicas e fisiológicas do cérebro, são observadas através de exames funcionais de imagem cerebral, permitindo associar as funções mentais com o funcionamento de circuitos neuronais que se interligam a partir de diversas áreas cerebrais.

Sob esta perspectiva a neurociência é considerada interdisciplinar e permite reconhecer o cérebro como o órgão mais complexo do corpo e para a compreensão do ser humano na sua totalidade.

A Neurociência quando associada à Educação, torna-se uma ferramenta importante para entender como o cérebro se desenvolve e aprende nos diversos contextos integrados de estímulos.


Bióloga; Doutora e Mestre em Psicanálise; Neuroanatomista; Neurofisiologista; Psicopedagoga e Especialista em Bioética; Tem certificação no programa internacional em Reggio Emília Study Abroad Program na Itália; Title of People Expression Special category Best Practices in Education Neurosciences and childhood and adolescence learning of Erasmus+ University – Europe – Portugal; Membro Efetiva da Sociedade Brasileira de Neurociência e Comportamento; Membro da Associação Brasileira de Psicopedagogia Rio de Janeiro; Autora de livros e DVDs sobre Neurociência e Educação – Transtornos da Aprendizagem publicados pela Editora WAK e Editora Qualconsoante de Portugal; Atua ainda como Professora Universitária na Universidade AVM Educacional / Cândido Mendes, nos cursos de pós graduação em Psicopedagogia, Psicomotricidade, Neurociência Pedagógica, e na formação Docente; Professora na Universidade Estácio de Sá no Rio de Janeiro nos cursos das áreas: saúde, licenciatura; Professora Mentora do curso de Neurociência e Educação CBI OF Miami. Professora, pesquisadora convidada no curso de pós graduação de Neurociência do IPUB/ UFRJ. Coordenadora do Programa de Pós graduação de Neurociência Pedagógica na Universidade Candido Mendes/ AVM Educacional. Palestrante no Brasil e no exterior.

O que você achou do novo Vya Estelar?