DESTAQUES

Como se libertar da dependência de anfetaminas?

Danilo Baltieri 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR

por Danilo Baltieri

"Meu namorado começou a tomar anfetamina há mais ou menos três meses e está dependente. Ontem conversamos, e ele me disse que está viciado, tomando cerca de 10 comprimidos por dia. Qual tratamento é melhor pra combater a dependência?"

Resposta: Existem várias substâncias que acabam sendo chamadas de “anfetaminas”, embora, de acordo com as modificações na estrutura química básica da molécula da anfetamina, elas deveriam ser chamadas de “drogas tipo anfetaminas” ou “drogas anfetaminoides”. São elas Dextro-Anfetamina (Dexedrine), Metanfetamina (Desoxyn), Dietilpropiona, Fenproporex, Fenfluramina, etc.

Drogas tipo anfetaminas - Estima-se que mais de 11% dos usuários de anfetaminas torne-se dependente dessas substâncias.

Anfetaminas: efeitos no organismo

Os principais efeitos físicos dessas substâncias, após o consumo imediato, são: aumento da frequência cardíaca, aumento da temperatura corporal, cefaleia, náusea e boca seca. Já os principais efeitos psíquicos são ansiedade e agressividade, euforia. Naturalmente, esses efeitos variam para cada pessoa, dependendo das características de cada uma, tolerância, gênero, idade, tempo de uso, tipo de substância, quantidade da droga, etc.

Nos casos de superdosagem ou “overdose” dessas substâncias, o usuário pode apresentar, além de hipertermia e taquicardia, grande aumento da pressão arterial sistêmica, podendo incorrer em acidentes vasculares cerebrais e infartos.

Síndromes: dependência e abstinência

O consumo crônico dessas substâncias pode gerar várias consequências nocivas, tais como Síndrome de Dependência, sintomas depressivos, alterações da capacidade de julgamento e memória, alterações sensoperceptivas, dentre muitas outras. Entre indivíduos que consomem cronicamente essas substâncias, a suspensão abrupta ou mesmo a redução drástica abrupta do consumo pode provocar sintomas de Síndrome de Abstinência, como sintomas depressivos, fadiga, aumento do apetite e do sono, fissura pela droga. Embora os sintomas de abstinência dessas substâncias, geralmente, não sejam ameaçadores à vida do usuário, algumas vezes eles precisam ser adequadamente monitorizados.

Quem usa?

Grande parte dos usuários de anfetaminas deseja emagrecer ou mesmo permanecer alerta ou acordada por períodos longos. De fato, são atitudes ou decisões altamente arriscadas e desaconselhadas.

Embora algumas substâncias anfetaminóides tenham indicação para o tratamento de algumas doenças específicas, elas somente devem ser prescritas por médicos especialistas e conscientes. A possibilidade de indução de graves quadros de dependência e abuso é uma realidade, e todos – pacientes e médicos – devem estar sempre alerta.

Quando instalado o quadro de Síndrome de Dependência de Anfetaminóides, o usuário deve procurar atendimento especializado. A combinação da psicoterapia e do tratamento farmacológico pode ser recomendada. A utilização de medicações específicas prescritas por médicos especialistas na matéria para o manejo dos sintomas de abstinência da Síndrome de Dependência de Anfetaminoides ou mesmo para os quadros de abuso dessas drogas pode ser eficaz no tratamento da Síndrome de Dependência de Anfetaminas, sempre respaldado em evidências científicas.

Vya Estelar Responde

Vya Estelar quer colocar você, querido leitor, mais perto ainda de nós. Esse profissional irá responder dúvidas enviadas pelos internautas sobre um determinado tema. O psiquiatra Dr. Danilo Baltieri responderá questões ligadas à dependência química e vícios: drogas, álcool, cigarro e psicotrópicos. Os e-mails serão selecionados e editados de acordo com critério editorial do Vya Estelar, já que não será possível responder a todos. Seu nome e e-mail serão preservados.

ENVIAR PERGUNTA



Danilo Baltieri

Médico psiquiatra. Mestre e doutor em Medicina pelo Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Atualmente é coordenador geral do Grupo Interdisciplinar de Estudos de Álcool e Drogas do Instituto de Psiquiatria da FMUSP (GREA-IPQ-HCFMUSP).Tem experiência em Psiquiatria Geral, com ênfase nas áreas de Dependências Químicas.



ENQUETE

Você acredita na lei de causa e efeito ou lei do carma?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.