DESTAQUES

Consumo de pimenta é bom ou ruim para o organismo?

Jou Eel Jia 01/01/2016 SAÚDE E BEM-ESTAR
Pimenta possui uma 'energia' picante

por Jou Eel Jia

Na fitoterapia da MTC todas as plantas apresentam sua energia, essa energia chama-se Qui e também pode ser conhecida como principio energético. Na medicina ocidental isso é chamado de principio ativo.

O principio energético tem como propriedade penetrar nos meridianos do corpo humano. Meridianos são canais de energia, ou seja, são as áreas de maior concentração de energia, são os pontos de acupuntura para a aplicação das agulhas.

Na concepção da MTC, quando tomamos um chá, incorporamos o seu Qui. Essa energia da planta pode ser expressada em cinco tipos de sabores: amargo, doce, salgado, azedo e picante.

A pimenta possui uma energia picante e a função dessa energia é estimular a circulação de Qui nos meridianos. Portanto, tem a função de evitar a friagem. Por isso em festas juninas se toma quentão, pois o gengibre tem a mesma energia picante da pimenta.

A friagem provoca diminuição de circulação de energia como também de sangue. E se a energia e o sangue não circularem corretamente, a pessoa fica "sem energia" ou pode entrar em depressão. E sem o transporte de sangue a pessoa começa a emagrecer.

Na medicina ortomolecular a pimenta tem em seu principio ativo capsaicina e piperina que têm ação comprovada na estimulação da corrente sanguínea e reduzem a agregação de plaquetas na parede dos vasos o que provoca aterosclerose; têm ação sobre a próstata evitando sua dilatação. O fato desses "glicosídeos" promoverem a circulação sanguínea traz o beneficio antidepressivo e melhora o apetite.

As propriedades da pimenta podem ser melhor aproveitadas se a pimenta for consumida "in natura" ou no óleo sem temperos comumente adicionados.

Consumo de pimenta

Não há estudos ou recomendações sobre o consumo máximo que uma pessoa deva ingerir de pimenta por dia. Mas como todo alimento funcional, seu consumo deve ser regular para se ter os benefícios presentes nesse vegetal. Alguns trabalhos realizados em ratos mostraram que a ingestão do equivalente a dez pimentas, três vezes na semana resultou numa diminuição de 80% das células cancerosas. Alguns especialistas indicam que 5 gramas por dia de pimenta é considerada uma quantidade aceitável de ingestão.

Fonte sobre consumo de pimenta: Profa. titular em Nutrição Humana Jocelem Salgado (ESALQ/USP) -- veja aqui.




Jou Eel Jia

É formado em Medicina pela UNIFESP e é Presidente da Associação de Medicina Tradicional do Brasil (AMC). Professor Titular de Pós-graduação em MTC e Acupuntura do HSPM e Faculdade de Medicina de Jundiaí. Autor dos livros Ch’an Tao, essência da Meditação (editora Sumus) e Ch’an Tao Conceitos Básicos: Medicina Tradicional Chinesa, Lien Ch’i e Meditação (editora Ícone).



ENQUETE

Você sente dificuldade de sair de um relacionamento abusivo?





VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.