DESTAQUES

Mulheres entre 25 e 35 anos têm dificuldade em encontrar parceiro amoroso e manter relação

Redação Vya Estelar 01/01/2016 COMPORTAMENTO
Vida profissional pode estar entre as causas

por Valéria Meirelles

Será que as mulheres de sucesso conseguem constituir família?

Resposta: Vou lhe responder: sim, as mulheres conseguem constituir família, ainda que seja mais trabalhoso. Nas mulheres entre 25 e 35 anos, as demandas da carreira podem dificultar o encontro de um parceiro amoroso bem como a manutenção da relação. É um assunto delicado e aí pegaremos um outro caminho, que é mais recente e que envolve questões ligadas ao mundo profissional, mais demandas de carreira, competitividade, que está cada dia mais intensa.

Tenho observado em meu consultório: jovens mulheres competentes, em ascensão profissional que mal encontram tempo para uma ginástica, pois trabalham 12/13 horas por dia.

Ano passado fiz quatro workshops em meu consultório com o sugestivo tema: 'Mulher mais ascensão profissional, esta conta dá sucesso ou solidão?'

Os resultados foram interessantes, começando que muitas mulheres me ligaram pedindo informações, mas não tinham tempo para participar. Com aquelas que participaram (casadas e solteiras), a solidão surgiu como algo difícil de se administrar e era comum para todas. Apesar da importância da carreira em suas vidas, a centralidade de seus desejos repousa no encontro de alguém com quem possam partilhar e construir uma vida em comum, ainda que não necessariamente uma família. Enquanto este 'homem-príncipe' não vem, não se percebem felizes e muito satisfeitas com o sucesso profissional.

Já em minha dissertação de mestrado entrevistei mulheres de carreira, de várias profissões: médica, administradora, pedagoga, engenheira, entre outras, casadas há pelo menos dez anos, que conseguiram conciliar carreira, família e casamento. E todas se esforçaram um bocado além de contarem com a participação e ajuda dos maridos. E mostravam-se felizes. Sugiro que leia o clássico The Seasons of a Women´s Life, de Daniel Levinson, é ótimo e mostra uma pesquisa que fez com mulheres de carreira.

Valéria Meirelles: psicóloga, psicoterapeuta e Mestre em Psicologia Clínica

Atenção!
Esse texto não substitui uma consulta ou acompanhamento de um médico e não se caracteriza como um atendimento




Redação Vya Estelar

Ângelo Medina é editor-chefe do portal Vya Estelar. É jornalista e ghost writer. Com 30 anos de experiência, iniciou sua carreira na cobertura das eleições à Prefeitura de São Paulo em 1988 (Jornal da Cultura). Trabalhou no Caderno 2 - O Estado de São Paulo, Revista Quatro Rodas (Abril). Colaborou em diversas publicações e foi assessor de imprensa no setor público e privado. Concebeu o site Vya Estelar em 1999. É formado em Comunicação Social pela UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora.



ENQUETE

É possível ser você mesmo no ambiente de trabalho?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.