DESTAQUES

Não me acho capaz de amar alguém

Eduardo Yabusaki 14/02/2017 COMPORTAMENTO
Não me acho capaz de amar alguém
Fonte: imagem Pixabay
Procure abster-se de suas histórias anteriores

por Eduardo Yabusaki 

É comum pessoas se embrenharem numa busca frenética por alguém para se envolver em um relacionamento compromissado. Entretanto, quando encontra alguém, essa busca ainda não cessa, pois a pessoa logo se vê novamente sozinha sem conseguir seu intento: estar com alguém por quem tenha sentimentos intensos e profundos.

Ao se deparar com o fato de que o relacionamento não vai acontecer,  pode ser impactante chegar à conclusão de que possa ter alguma dificuldade em identificar, expressar ou manifestar os seus sentimentos mais profundos, ou seja, dificuldade em amar.

Essa pode não ser uma realidade muito fácil e simples de se encarar. Afinal, se não se viveu anteriormente o sentimento de paixão e o envolvimento mais profundo num relacionamento, como isso irá acontecer de uma hora para outra? Fato é que pode não acontecer mesmo e isso terá que ser desenvolvido, pois depende de entrega e envolvimento profundo com a outra pessoa.

Por vezes pode acontecer de se envolver com pessoas que acredita não terem nada a ver com você e consequentemente sabe que nada irá acontecer ou evoluir para algo mais intenso e profundo, e dessa forma acaba por reforçar características que a fazem permanecer só.

Pode parecer estranho ou incompreensível, como pode querer tanto um amor e ao mesmo tempo manter uma situação não favorável à aproximação ou intimidade maior?

Talvez aí esteja exatamente a dificuldade, se envolver mais profundamente em seus sentimentos e por consequência se entregar nas relações. Entretanto não se desespere, saiba que a solução está em você mesma, acredite e faça a coisa acontecer.

Cinco dicas para poder se envolver profundamente com alguém:  

1. Não procure pessoas aleatoriamente, busque pessoas com quem sinta que possa ter identificações e que tenham características que lhe agradem. É importante que fique confortável em se expor.

2. Por mais difícil que possa lhe parecer, esforce-se em entrar em contato com os sentimentos que são mobilizados em você ao estar em contato com essa pessoa, não a veja apenas com os olhos, sinta-a, ouvindo o que ela diz. As expressões que ela transmite, os gestos que faz, enfim, não fique achando isso ou aquilo, observe o tempo todo antes de fazer qualquer conceito ou ideia sobre a pessoa.

3. Permita-se expor sua intimidade, falando sobre você, mostrando-se por inteira, suas virtudes, personalidade, características, pensamentos e conceitos. Seja sempre mais clara e transparente possível, só assim poderá conhecer e se fazer conhecer verdadeiramente.

4. Procure abster-se de suas histórias pregressas. Experiências anteriores só servem para termos lembranças e não para definir o presente ou futuro. Fixe no que estiver acontecendo entre você e com quem estiver. Veja se há sintonia, empatia, boa energia e bom clima entre vocês, se positivo, são bons indicadores. Se negativo procure propiciar.

5. Solte-se e liberte-se, não tema pela rejeição ou pelo não dar certo, considere que isso pode acontecer, e se acontecer, encare e enfrente como algo que faz parte do processo de conhecimento e aprofundamento dentro de um relacionamento.  

Acredite sempre e vá à luta! Viva e seja feliz!




TAGS :

    amor, sozinha, arrumar, namorado, paixão

Eduardo Yabusaki

Eduardo Yabusaki - Psicólogo e Sexólogo Especializado em Terapia Comportamental Cognitiva, Terapia de Casal e Terapia Sexual. Coordenador do Curso de Sexologia Clínica ministrado em diferentes cidades há mais de 15 anos. Docente convidado do Curso de Fromação em Sexologia Clínica de BH. Responsável pelo www.vidadecasalbh.com.br



ENQUETE

É possível ser você mesmo no ambiente de trabalho?






VOTAR!
Vya Estelar - Qualidade de vida na web - Todos os direitos reservados ®1999 - 2019
O portal Vya Estelar não se responsabiliza pelas informações e opinião de seus colunistas emitidas em artigos assinados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação.